sábado, 28 de abril de 2012

Os Vingadores (The Avengers)

Vamos falar da grande estréia da semana e porque não a grande estréia do mês, pois quem teve coragem de encarar  as longas filas do cinema nesta ultima sexta-feira para assistir Os Vingadores, com certeza não tem do que reclamar, pois o filme é genial.

 Sabe aqueles filmes que tem historia bacana, com muitas cenas de ação bem feitas, muita diversão, cheias de piadas com ou sem sentido que você não consegue parar de rir e ao mesmo tempo você come todas as suas unhas  por conta a tensão por tudo o que os nossos heróis passam tentando salvar mais uma vez o mundo,  então, na minha opinião, sem querer exagerar "Os vingadores" tem tudo isso é mais,

Sem criar muita expectativa sobre o filme, nós da Otaku se reunimos para assistir ao filme e ganhar o tal pôster que o Kinoplex estava divulgando em seu site que iria distribuir para aqueles que fossem assistir ao filme. Sobre o filme realmente eu não tinha criado nenhuma expectativa, tentei ao Maximo, não saber de nenhuma noticia spoiler nem nada, mas sobre o pôster do filme eu tinha alguma expectativa sim.
 Cá entre-nos, eu realmente devo estar ficando velha, porque quando eu era criança em Barbacena os conceitos de pôster tinham outras dimensões e não pareciam com um panfleto sem contar que também não podíamos escolher ao pôster também (começaram o dia distribuindo os pôsteres do Thor, à noite já eram do Capitão America e quando terminassem, iam ser distribuídos o do Homem de ferro), mas chega de reclamar que nem uma tia velha e vamos ao que interessa.


Pela primeira vez iremos tentar reunir neste mesmo post as várias opiniões sobre o mesmo filme: \o/


O que mais me marcou neste filme foi a participação do ator  Mark Ruffalo (o novato dá série).

Que olhar clinico que o produtor de elenco, diretor ou sei lá de quem que teve essa exelente  ideía em ter colocado ele para fazer o Hulk, ele arrebentou neste papel, quem diria que um cara que vive fazendo comédias romanticas iria encara um papel desses e roubaria todas as atenções  inclusive a cena de Robert Downey Jr. que é outro cara genial.

Sério mesmo, nunca gostei do Hulk, alias nunca gostei de nenhum dos heróis que formam Os Vingadores, mas minha visão sobre eles começou a mudar depois do filme do Homem de ferro  (é um filme que eu paro tudo o que eu estou fazendo para assisti-lo, e já vi milhares de vezes e nunca me canso de assistir, mas a trilha sonora do filme também ajuda muito, pois  você vê Tony Stark e automaticamente fica esperando que comece a rolar um som do  Black Sabbath ou um ACDC).
Mas o Capitão America, por exemplo, sempre o achei metido à besta, Thor também era o sem sal nem açúcar, Hulk pior ainda porque  eu tenho até os filmes em casa, mas nunca parei para assistir. Mas neste filme, mostrou o lado humano, do Dr. Banner e seu segredinho para ficar zangado que é demais. Sem de longas, um filme sensacional que merece ser visto e re-visto em cinema.
Não perca a oportunidade em assisti-lo.

Angie Lucena


Quando se é criança uma das coisas que queremos é ver nossos heróis dos desenhos animados e histórias em quadrinhos na vida real, isso justifica essa coisa toda de brinquedos e de que toda criança precisa ver seu heróis de papel ali tangivel, ao alcance das mãos! Ao ficarmos adultos a coisa muda de figura, e passamos a querer ver aquelas cenas de ação limitadas a quadros sequências ganhando forma, ganhando vida e passamos a sonhar com filmes e séries e as especulações de quem deveria ser o ator a interpretar melhor esse ou aquele personagem! Sempre esperei por um filme da Liga de Justiça, sempre gostei dos heróis da Liga, mas, sempre soube que se esse filme fosse feito seria vergonhoso, tal o descaso que a Warner trata seus super-heróis, que são pasmem os mais populares!

 Ai veio a Marvel e deu uma rasteira na concorrência trazendo seu grupo de heróis e mostrando como é que se faz. Foram 5 filmes de preparação, 2 do Ferroman, um do Hulk (só o último filme conta na cronologia do universo Marvel), mais um pro Capitão e outro para Thor. Eles arquitetaram tudo de tal forma com filmes bons, mas que não era tudo aquilo(tirando os do Latinha). 

E chegamos finalmente aos Vingadores que nossa...Ótimo filme de super-herói. Sabe não é o melhor filme do ano, nem nada, mas consegue ser ali uma história em quadrinhos do começo ao fim! E com aquele climão de filme da década de 80, tipo Arca Perdida, onde você ri, fica tenso, tem porrada pra caramba e ação e tudo sem ser gratuito! Eles são um grupo que se reune quando a coisa está preta, quando não tem mais jeito, são a última opção! 

 O bom do filme é que tudo funciona com um propósito, tem cenas de ação, nenhum ator ganhando mais evidência que o outro, com certeza não é Homem de Ferro e seus amigos, definitivamente não é! 
Hulk, ah o Hulk, finalmente conseguiram fazer algo decente com ele nos cinemas, depois de 2 filmes qualquer nota, Mark Ruffalo veio e se mostrou um Doutor Banner que funciona, em que conseguimos acreditar e consegue ser um contra ponto bacana ao Tony Stark, os dois são brilhantes, mas o destino de cada um fez com que um estivesse sempre no topo do mundo e o outro no submundo.
  Thor e Loki são essenciais ao filme e se você não viu o filme do Thor, vai ficar boiando em muita coisa! Viuva Negra e Gavião Arqueiro são totalmente funcionais na trama e não ficaram como os humanos sem poderes que nada fazem. 
Capitão América é um simbolo, é o soldado, cria estratégias e Chris Evans consegue convencer no papel, ainda não acredito que o ator famoso por fazer papeis bobocas conseguiu encarnar tão bem o que o Capitão representa como herói. 

Definitivamente o mais legal é ver que não precisa fazer filme com os heróis vestidos de couro preto e sem máscaras para funcionar, o que precisa é respeitar tudo aquilo que existe no imaginário popular sobre essas figuras que conhecemos como super-heróis. 

HULK....ESMAGA...

Robson Reis


Épico!

Essa é a palavra que pra mim traduz mais o que é o filme dos Vingadores.
E épico não só na destruição (que faz lutas de Megazords parecerem coisa de criança), mas também em roteiro, humor, genialidade e cenas de tirar o fôlego.

O processo de formação dOs Vingadores é muito legal de acompanhar, iniciando como um ajuntamento desesperado e desconexo de super heróis e se tornando uma equipe, onde as habilidades únicas e sinergia entre cada um deles é essencial para o resultado. Mesmo personagens menos overpowers roubam a cena várias vezes de maneiras impressionantes.

Nick Fury um comandante que move e enfrenta o mundo para tornar possível o trabalho, Viúva Negra fazendo 007 parecer um espião incompetente, Gavião Arqueiro um sniper que usa suas habilidades de uma forma muito mais eficientes do que apenas matar, Capitão América um líder que aproveita muito bem as características de cada um para superar o desafio, Stark sem armadura sacaneando até o Loki!
E todos eles em conjunto com Thor, Hulk e Homem de Ferro juntos chutando muito mais bundas do que o dobro deles chutaria separadamente.

É, vai ser difícil outro filme impressionar tanto... 

Andre Dorte


Existe muita expectativa em relação ao filme Os Vingadores (The Avengers), um filme pelo qual muitos esperavam ansiosamente em casos assim é raro um filme que não só cumpra as expectativas, mas vá um tanto além. 
Sendo um filme que traz um grande numero de personagens diferentes que têm suas próprias personalidades, habilidades e fraquezas e sendo que cada pessoa têm seus heróis favoritos seria indispensável que todos participassem da trama de forma relevante e considerável, o que acontece de forma perfeita no filme... 
Todos os heróis recebem seus momentos de gloria, e de drama, além disso, os personagens afiliados a SHIELD, Nick Fury, Viúva Negra, e Gavião Arqueiro (Hawkeye) que apenas tinham feito aparições nos filmes dos outros heróis receberam tanto tempo nos holofotes quanto os outros. Em nenhum momento do filme eu senti que eles fossem heróis de secundários. 
Quanto à qualidade do enredo, ele tem tudo que eu podia esperar, houve momentos dramáticos, momentos cômicos (Vários, principalmente envolvendo o Hulk), momentos onde era possível ao telespectador perceber a dinâmica de time que faz parte dos Vingadores, e é claro houve momentos onde o pau comeu de forma épica. Falando em ação o filme foi incrível nesse sentido tendo varias cenas que mostram os poderes e habilidades dos heróis, cenas que poderiam ter saído das HQs em termos de qualidade.
 O filme não traz nenhum grande efeito especial novo, mas faz uso de diversos deles com uma atenção para detalhes que é genial e rara, atualmente graças à tecnologia a HD é possível notar momentos em que os efeitos especiais deixam a desejar, isso não acontece em nenhum momento durante o filme dos Vingadores, inclusive o CG usado para dar vida ao Hulk e aos vilões é incrível. 
Sinceramente é um ótimo filme de uma qualidade de produção em tantos níveis que surpreende, sem duvidas foi um projeto monumental que teve um investimento gigantesco, mas a equipe que trabalhou no filme deve ficar orgulhosa. E falando em equipe eu tinha receios enquanto a mudança de ator do Hulk, mas fui surpreendido por uma atuação genial que foi na minha modesta opinião o melhor Hulk do cinema, alias a qualidade da atuação estava muito alta, desde Chris Evans tornando o Capitão América o único herói do time de que não gosto num personagem simpático, Robert Downey JR continua genial em sua atuação como Homem de Ferro, Scarlet Johanson fez um ótimo trabalho como viúva negra.

Rafael Bronzatti

Os Vingadores é simplesmente o melhor filme de super-heróis que já foi feito. 
Ele é ao mesmo tempo, uma obra prima para quem é fã dos heróis e um sucesso cinematográfico para quem é fã de hollywood. Se você (como eu) ama as duas coisas, esteja preparado para se emocionar. O filme consegue, em apenas 2:20 de duração, dar o tempo necessário de drama para cada herói, o tempo necessário de ação para cada herói e ao mesmo tempo leva a plateia a inúmeras risadas. Todos tem seus momento de estrelato, nenhum é esquecido ou negligenciado. Ação, emoção e humor em um pacote só. 

Os atores estão em uma briga violenta competindo quem entrou mais na personagem, e uma briga que sai com um empate em que todos são vencedores. 
Faço uma menção especial de Mark Ruffalo como Bruce Banner (Hulk), que caiu de paraquedas na personagem que já foi interpretada por outros dois atores, e ele conseguiu superar facilmente os dois. 

Os efeitos do filme estão no nível mais moderno já visto, assim como toda a mistura da ação, som e controle de câmera entre as melhores que já vi. Alguns momentos envolvendo 2 ou 3 heróis lutando na mesma cena sincronizadamente com inimigos com a trilha sonora ideal são de causar arrepios. 

 A Academia, que entrega prêmios de Oscar todos os anos, ultimamente nomeia apenas filmes dramáticos ou alternativos, e cada vez mais saindo do modelo Hollywood. Na minha opinião Vingadores provou que o estilo de filme nos padrões de Hollywood ainda tem muito para contribuir.
Espero que percebam isso, a equipe toda merece muito participar da próxima celebração, nem que seja apenas com indicações. O que eu realmente não gostei do filme é que provavelmente vai demorar um tempo para que eu empolgue tanto com um filme no cinema como aconteceu ontem. 
Deixou a expectativa alta demais.

M.M.


Eu acho que este foi nossa maior postagem até hoje no blog, Tão grande quanto o filme.
See Ya \o

Um comentário:

  1. Ficou sensacional o post! Parabéns a todo mundo que escreveu =D

    ResponderExcluir